Governo infla secretaria e reduz número de cargos



Com a reforma para diminuir os gastos, a administração estadual vai ampliar a Secretaria de Governo (Segov) e reduzir cargos comissionados.

A incorporação da Fundação de Cultura na Segov, por exemplo, vai enxugar os pagamentos com pessoal de recursos humanos, já que toda administração passa a ser feita pela pasta. A Secretaria de Cidadania e Cultura será, a partir de 2019, de responsabilidade da Segov.

Será criada a Subsecretaria Especial de Cidadania, que comandará as subsecretarias de Políticas Públicas para Pessoas Idosas; para Pessoas com Deficiência; de Assuntos Comunitários; Mulheres, Promoção da Igualdade Racial; População Indígena; Juventude; e LGBT.

Questionado sobre o porquê das incorporações, o secretário de Governo, Eduardo Riedel, explicou que algumas secretarias são dependentes de outras pastas. “Na verdade é uma otimização da estrutura, aumento da Segov para absorver áreas que estavam na Secretaria da Cidadania e Cultura. Tem muita ação transversal, se você pensar na política pública para mulheres, dos povos indígenas, para igualdade racial, todas elas você demanda praticamente de quase todas as secretarias. Então entendemos que colocar na Segov para dar essa transversalidade seria uma otimização porque você enxuga um pouco mais a área meio que estava vinculada a essa secretaria”, disse.

#Governo #Cargos

2 visualizações

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS