Por que os polvos são os animais mais próximos dos extraterrestres



O oceano está cheio de animais fascinantes, porém, um dos mais interessantes é o polvo. A maior parte deles possui uma exímia inteligência. Você não acredita? Para ter um pouco de noção, saiba que ele é capaz de distinguir os seres humanos entre si, mesmo que todos estejam usando um mesmo uniforme. Se isso não é capaz de te mostrar o quanto esse animal é complexo, não sei mais o que podemos falar.

Essa complexidade toda acabou levando alguns cientistas a chegarem a uma conclusão atípica: os polvos são os seres do planeta Terra mais próximos de um alienígena. Essa ideia foi cunhada pelo professor de Filosofia das Universidade de Sydney e Universidade da Cidade de Nova York, Peter Godfrey-Smith.

Ele chegou a essa conclusão porque o polvo é o animal mais complexo e inteligente que não possui nenhum ancestral em comum com o ser humano. Não se sabe qual era o ancestral mais antigo do polvo, mais com certeza, ele era completamente oposto ao do ser humano.

Se o polvo tem um ancestral completamente oposto ao dos seres humanos, isso quer dizer que o caminho que ele levou para evoluir é completamente diferente do que aquele pelo qual nós passamos. Isso quer dizer que eles conseguiram um maravilhoso desenvolvimento cognitivo e de consciência, por meios completamente opostos aos nossos.

Seguindo esse raciocínio, Peter Godfrey-Smith lembrou que um verdadeiro alienígena, na verdade, poderia ser um ser consciente sem qualquer ancestral em comum conosco. Nesse caso, se nunca nos encontrarmos com um alienígena, de fato, "o polvo é a nossa melhor abordagem para eles, porque embora haja uma conexão histórica há muito tempo", afirmou o professor.

Avaliar a consciência de um animal não é uma "tarefa exata". Ou seja, não existe um caminho certo e livre de erros. Tudo o que podemos fazer é certas conjecturas. Como? A consciência é quase sempre definida como a existência de uma experiência do que é, de fato, ser uma criatura assim.

Peter Godfrey-Smith acredita que os polvos sejam seres sencientes, devido ao "seu comportamento exploratório, o fato de lidar com as coisas que necessitam de bons olhos. Avaliando, são pequenas evidências de que há algo neles como a experiência de 'o que é ser um polvo'". Além disso, polvos mostrar sinais de curiosidade.

O professor de Filosofia afirma que eles simplesmente parecem criaturas inteligentes e conscientes. Além disso, eles também realizam algumas tarefas que são conhecidas por serem próprias dos seres humanos, tais como a forma como reagem à novidades, quando algo novo se apresenta, que é sempre uma característica bem própria dos seres humanos. Ou seja, a nossa curiosidade parece ser algo bem familiarizados por estes animais que são, no mínimo, curiosos e interessantes.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. E para você que adora os polvos desde o polvo vidente da Copa do Mundo de 2014, aquele abraço.


46 visualizações

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS