Governo pretende economizar R$ 20 milhões com jornada de 8h



O governo do Estado espera economizar R$ 20 milhões por ano com a retomada da jornada de oito horas de trabalho dos servidores estaduais. Conforme o secretário de Administração e Desburocratização, Roberto Hashioka, a economia será pela diminuição do pagamento de horas extras. A medida deve atingir 16 mil servidores e a proposta do governo é que comece a valer já a partir do dia 15 de abril.

Hoje, a gente paga hora extra para quem faz mais de seis horas, apesar de os servidores ganharem por 40 horas semanais”, afirmou o Hashioka.

Na última segunda-feira (12), o secretário já havia afirmado que se não puder contar com os servidores que passaram para o concurso de 40 horas, terá de fazer novas contratações. “A demanda exigirá. A princípio, a medida não teria impacto financeiro negativo, pois nós já pagamos salário de 40h. Teríamos acréscimo de vale transporte, em compensação não teríamos que pagar por horas extras e plantões”, explicou.

Segundo minuta do decreto que deve definir a nova jornada de trabalho dos órgãos estaduais, os servidores terão que trabalhar das 7h30 às 17h30, com dedicação integral ao serviço, podendo ser convocados sempre que a administração precisar.

#Governo #Jornada

0 visualização

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS