Governador do Estado vai a Brasília para destravar projetos de logística



A inclusão da Ferrovia Transamericana no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e a liberação de recursos para construção de acesso rodoviário à Ponte Transoceânica, ligando as cidades de Porto Murtinho e Carmelo Peralta, serão tema de reunião entre o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e equipe técnica do Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit) nesta segunda-feira (10).

O encontro também deve ter a participação do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), conforme apurou a reportagem.

Além de trabalhar para a viabilização da Transamericana, a Malha Oeste, o governo sul-mato-grossense também promoveu articulações para que a Malha Paulista, tratada primeiro no PPI, avançasse no processo de concessão.

A viabilização de projetos para a malha ferroviária do Estado, entre eles abertura de terminais em Aparecida do Taboado e Chapadão do Sul, e duplicação e investimentos na Malha Norte dependem da ampliação da capacidade da Malha Paulista.

Estamos fazendo um trabalho grande em relação à Malha Paulista, porque a Paulista é o nosso gargalo. Se ela funcionar, aumentamos o fluxo de Mato Grosso e de Chapadão do Sul. O governador Doria agora entrou no projeto, porque entendeu que precisa restabelecer [a ligação] de Três Lagoas”, explicou o secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar, Jaime Verruck.

Outra pauta que será levada ao ministro é referente ao acesso da ponte de Porto Murtinho, que atualmente está com os estudos de viabilidade e impacto ambiental em processo de elaboração pelo Dnit. O levantamento subsidiará o governo paraguaio na construção da travessia rodoviária da Rota Bioceânica.

Esse acesso é uma responsabilidade federal. Então, ele [Ministério] está terminando o estudo técnico, nós queremos a data de término do estudo do acesso à ponte bioceânica, porque nós precisamos de uma estimativa de valor para colocarmos no orçamento deste ano. O nosso timing é conseguir alocar recursos federais com a bancada para conseguir colocar o acesso à ponte, da rodovia até a cabeceira, dado que a ponte já está sendo executada pela Itaipu [Binacional]”, explicou.

Nas próximas semanas, a Itaipu Paraguai iniciará o processo licitatório para definir o projeto da ponte. O conselho da estatal já autorizou a abertura do pregão.

Dois processos licitatórios serão abertos para a edificação do canal rodoviário: o primeiro para seleção da empresa que desenhará o projeto da ponte, e o segundo para definir a construtora que executará a obra. A empresa vencedora do primeiro pregão fiscalizará o trabalho da selecionada no segundo.

Para agosto deste ano, está prevista uma nova rodada de reuniões entre todos os países da Rota Biocêanica (Brasil, Paraguai, Argentina e Chile), para discutir o andamento dos projetos de infraestrutura, integração e turismo. O encontro será realizado em Campo Grande.

#Governador #Logística

4 visualizações

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS