PMA inicia operação de prevenção e repressão à pesca predatória



Nesta quarta-feira (19), a Polícia Militar Ambiental (PMA) de Mato Grosso do Sul iniciará mais uma edição operação Corpus Christi, a partir das 12h com duração até 8h, da próxima segunda-feira (24).

A fim de realizar a fiscalização, 310 militares realizarão barreiras em estradas, monitoramento em propriedades rurais, estradas vicinais e nas margens dos rios piscosos do Estado.

A intenção da PMA é prevenir e combater infrações e crimes ambientais que possam degradar os recursos naturais, as quais aumentam em razão do feriado prolongado, principalmente em relação a pesca predatória.

O uso de drone no monitoramento das áreas de rios onde estão os cardumes será intensificado, tendo em vista que essa tecnologia tem sido fundamental na prevenção e até na repressão à pesca predatória e a outros crimes no Estado.

O uso desses aparelhos é importante, em virtude de que muitos pescadores que praticam pesca predatória possuem uma rede de informantes, para avisarem via telefone e, às vezes, até com fogos, quando os Policiais saem para a fiscalização nos rios, o que torna difícil a prisão dos infratores.

A utilização das imagens, em alguns casos, permitirá a identificação dos elementos, mesmo que fujam, por características físicas pessoais e das embarcações utilizadas.

Dessa forma, serão identificados e responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Serão também multados administrativamente em valor de R$ 700,00 a R$ 100.000,00.

#PMA #Pesca

1 visualização

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS