Mato Grosso do Sul fecha 1º semestre com superávit de US$ 1,49 bilhão



Mato Grosso do Sul encerrou o primeiro semestre de 2019 com um superávit de US$ 1,49 bilhão, sendo US$ 2,6 bilhões de exportações e US$ 1,13 bilhão de importações.

O saldo, em grande parte, foi gerado pelo aumento nas negociações de celulose, que teve uma elevação de 11,82% em relação ao primeiro semestre de 2018, representando 40,2% do total da pauta de exportações. As informações estão na Carta de Conjuntura do Setor Externo, divulgada hoje pela Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

A performance das exportações de Mato Grosso do Sul no primeiro semestre de 2019 foi inferior ao registrado no mesmo período do ano passado, uma queda em torno de 13%. Isso ocorreu devido ao impacto da economia internacional na economia sul-mato-grossense”, disse o secretário da Semagro, Jaime Verruck.

Conforme o secretário, ainda na comparação com o ano passado, houve queda de 39% na exportação da soja em grão, além da redução de 24% nas exportações para China.

Os chineses, no entanto, continuam sendo o principal parceiro comercial de Mato Grosso do Sul, com 45,85% da pauta. Temos uma queda pontual, decorrente de uma redução mundial pela soja em grão, mas temos também outras oportunidades”, afirmou Verruck.

Já a carne bovina teve elevação dos valores exportados em 32,28% em relação 2018. O aumento é atribuído ao restabelecimento das negociações com os Estados Unidos e a reabilitação de frigoríficos para exportação de carne ao mercado norte-americano.

As exportações de milho no primeiro semestre deste ano foram 77% maiores em relação ao ano passado. A tendência é de crescimento nas exportações do grão, que tem estimativa de super safra, com 10,1 milhões de toneladas.

#Superávit #Exportações

4 visualizações

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS