• Nativa FM

Caminhoneiros não aderem à greve nacional e trânsito flui nas rodovias de MS


Mesmo com a mobilização nacional dos caminhoneiros prevista para esta segunda-feira (1), não há previsão de manifestações nas estradas em Mato Grosso do Sul. O Sindicam-MS (Sindicato dos Caminhoneiros de Mato Grosso do Sul) disse que a categoria não aderiu à paralisação no Estado e que o


momento é de trabalho. Porém, caminhoneiros fizeram panfletagem na BR-262, em Três Lagoas no domingo (31).


O presidente do sindicado dos caminhoneiros, Roberto Sinai, explica que os trabalhadores não aderiram à paralisação em MS porque acreditam que é um momento de trabalho, não de parar. Segundo Sinai, a categoria entrou em consenso para não aderir ao movimento nacional, mas manifestações isoladas podem acontecer.

Pode ter um fato isolado, mas sem o apoio do sindicato. A situação não está boa, temos muito para reivindicar, mas o momento é de trabalho. Estamos saindo de uma crise e janeiro foi um mês de pagar impostos de caminhões e carretas”, disse nesta manhã de segunda (1).


Sinai explica que MS é movido pela soja e gado de corte e, a colheita do grão deverá acontecer na segunda semana de fevereiro, o que também evidencia que não faz sentido uma paralisação neste momento. “Só pensamos em realizar essa movimentação caso todos os diálogos e possibilidades possíveis se esgotem com o Governo Federal”.


Alguns caminhoneiros distribuíram panfletos a respeito da paralisação no domingo (31) na BR-262, na região de Três Lagoas, a 323 km de Campo Grande. De acordo com o jornal JP News, os caminhoneiros fariam uma paralisação a partir da meia-noite.


Nesta manhã, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Mato Grosso do Sul informou que o fluxo das rodovias está e esteve normal durante todo final de semana. Por enquanto, o trânsito flui e ainda não foram registrados bloqueios nas rodovias federais em MS.

4 visualizações0 comentário