• Nativa FM

Campanha de doação de sangue e medula acontece hoje e amanhã em São Gabriel


Hoje e amanhã, São Gabriel do Oeste receberá a Campanha de Doação de Sangue e Medula Óssea. A ação é realizada pela Secretaria de Saúde em parceria com o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Mato Grosso do Sul (Hemosul) e conta com o apoio do Lions Club.



De acordo com a equipe de coordenação, a campanha ganhou um reforço este ano: a presença de militares do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de São Gabriel do Oeste que participarão com a doação de sangue. “É uma grande alegria anunciarmos uma campanha onde pessoas já estão engajadas, solidárias ao objetivo maior, que é ajudar o próximo”, comentou Clarice M. Scariot, coordenadora de Planejamento da Secretaria de Saúde.


A Campanha de Doação tem o objetivo de garantir o abastecimento do estoque do banco de sangue estadual, que está em situação crítica, além de realizar novos cadastros de doadores de medula. Segundo nota emitida pelo Hemocentro, o banco entrou em situação de emergência para sangue do tipo O- negativo com os estoques zerados no final de fevereiro e com apenas 22% armazenados de sangue tipo O+.


A coleta está sendo realizada hoje (24) das 7h às 10h e das 13h às 16h e amanhã (25) das 7h às 10h, na unidade de saúde ao lado dos Correios. Para doar, é necessário levar documento com foto (RG, CNH ou Carteira de Trabalho). No cadastro de medula óssea, será coletada do doador uma pequena amostra de sangue (10 ml) para a realização dos testes de compatibilidade (HLA).


Pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os adolescentes, é necessária a autorização de um responsável. Além disso é necessário pesar mais de 55 quilos, estar com boa saúde e bem alimentado na data.


Não podem doar sangue pessoas que tiverem ingerido álcool a menos de 12h, que possuem alguma doença inflamatória crônica, que tiveram hepatites B ou C ou doença de chagas, homens e mulheres com múltiplos parceiros sexuais, portadores do vírus HIV ou qualquer doença sexualmente transmissível, além de grávidas e lactantes. Quem realizou cirurgia, exame invasivo ou fez tatuagem recentemente também deve aguardar seis meses para realizar a doação.


Com informações do Vejafolha

1 visualização0 comentário