Chuva traz alívio, extingue incêndios e permite descanso para equipes no Pantanal


As chuvas intensas deste fim de semana em Mato Grosso do Sul trouxeram um pouco de alívio no combate às queimadas no Pantanal de Corumbá e Ladário, a 417 quilômetros de distância de Campo Grande. Com mais de 45 dias em combate, militares das Forças Armadas, Corpo de Bombeiros e brigadistas do Prevfogo/Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) puderam “descansar”.


Segundo o analista ambiental do Ibama, Alexandre Pereira, as tempestades auxiliaram na extinção de várias frentes de fogo, principalmente na região das terras indígenas Kaduel, onde 30 brigadistas estavam acampando e trabalhando dia e noite.


Em regiões onde o fogo estava sob controle, as chuvas foram consideráveis e os incêndios extintos. Em Nabileque, sul de Corumbá, a chuva foi menos intensa, mas suficiente para extinguir toda a frente de incêndio que estava afetando a região”, disse.


Conforme o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e Clima), existe a possibilidade de chuvas com baixo nível acumulado para sexta-feira (21) e sábado (22). A previsão é que chova até 30 milímetros nas regiões sudoeste, sul e leste . Porém, na próxima semana o período de estiagem retorna, deixando o clima seco e com baixa umidade relativa do ar.


Nós estamos nos recuperando fisicamente e realizando a manutenção dos equipamentos e ferramentas, para retornar ao combate e prontos para atuar em outra oportunidade que surgir nesse período.”


De 1° de janeiro a esta segunda-feira (17) o monitoramento registrou 1,7 milhão de hetares devastados pelas chamas no Pantanal, destes 930 mil são em MS e 820 mil em Mato Grosso. Comparado ao ano passado, representa 60% a mais de número de focos de calor.

1 visualização

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS