Chuvas continuam até sexta-feira; Calor volta no fim de semana


Calor que tem feito nos últimos dias no Estado e que já estava incomodando o sul-mato-grossense foi amenizado graças a uma grande precipitação que atingiu Mato Grosso do Sul durante a madrugada desta quarta-feira (22). A boa notícia é que a nebulosidade deve durar até sexta-feira (24), amenizando o calor e aumentando a umidade do ar.


Conforme previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), entre hoje e amanhã a nebulosidade aumenta no decorrer do dia e há possibilidade de pancadas de chuva e trovoadas isoladas, especialmente no oeste, norte e nordeste do Estado. A Defesa Civil e o Inmet emitiram alerta para chuvas intensas por conta dos riscos com alagamentos e quedas de árvores e galhos. O comunicado do instituto tem vigor para todo Mato Grosso do Sul até às 23h e possibilidade de ventos intensos de 40 a 60 km/h.


O que está possibilitando a precipitação, segundo o meteorologista Natálio Abrahão, é uma área de baixa pressão sobre o Estado com muita nebulosidade e instabilidade e que está centrada em Campo Grande. “Agora já está se afastando para leste e nordeste de Mato Grosso do Sul”.


As temperaturas na Capital, de acordo com o Inmet, tiveram uma leve queda nesta manhã atingindo a mínima de 20º C e a máxima de 25º C. Na sexta-feira tempo será nublado com pancadas de chuva no norte. Já nas demais áreas o sol aparece entre poucas nuvens e as temperaturas aumentam significativamente. No sábado, o sol volta a aparecer e as nuvens começam a sumir. “Campo grande ainda há previsão de chuvas amanhã, mas final de semana será de sol e algumas nuvens”, completou Abrahão.


Conforme previsão dele, a cidade de Dourados, no sul, deve ter chuvas isoladas hoje, mas sol e nuvens no fim de semana. Em Três Lagoas pode chover entre hoje e amanhã, mas sábado e domingo de sol e calor.


Hoje em São Gabriel do Oeste o dia deve ser chuvoso com temperaturas amenas, a máxima não deve passar dos 26ºC, a umidade do ar fica em 82%.


De acordo com dados do meteorologista, em Campo Grande choveu 46,9 milímetros e com este volume de chuva uma série de estragos e incidentes na cidade.  Há registro de mais de quatro árvores caídas em algumas localidades como nos bairros Vilas Boas e Monte Castelo e no Teatro Glauce Rocha, onde uma árvore obstruiu a Avenida Costa e Silva. Os ventos chegaram a 48 km/h.


Segundo a Energisa, concessionária que atua na distribuição de energia em MS, os bairros Amambaí, Guanandi, Universitário, Chácara dos Poderes, Vila Albuquerque e Vilas Boas foram alguns pontos críticos de falta de energia por conta da chuva e os, pelos menos, 206 raios que caíram.


Além disso, quatro carros e uma moto ficaram engavetados em acidente que aconteceu na Avenida Fábio Zahran com a Costa e Silva e um carro colidiu em um poste devido a baixa visibilidade, no bairro Parque dos Laranjais.


Maracaju, que teve o maior volume de chuva, atingindo 72 mm até o início da manhã de hoje, alguns pontos da cidade alagaram, além de enchente. Alguns municípios que tiveram grandes acumulados, segundo Abrahão, foram: Bela Vista (40 mm); Caarapó (45,6 mm); Jardim (36,6 mm); Jardim (47,8 mm); Bonito (36,2 mm); e Ponta Porã (64,4 mm). 

1 visualização

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS