Clima não atrapalha e município de MS pode ter produtividade até 10% maior

Atualizado: Nov 17


A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, visitou nesta última quarta-feira, 11, algumas áreas de soja da região norte de Mato Grosso do Sul. Durante a visita, ela afirmou que apesar dos problemas climáticos no início da safra de soja 2020/2021, o Brasil tem potencial para superar a produção norte-americana do grão.


No município de São Gabriel do Oeste, onde a ministra esteve, de fato o clima não tem trazido muitas preocupações e alguns produtores estão otimistas em relação ao incremento de produtividade.


Na propriedade da produtora Luana Grinn, a expectativa é obter uma produtividade recorde nesta safra, com média de 80 sacas de soja por hectare. Ou seja, oito 8 a mais em relação ao ano passado. O otimismo é motivado pelo alto investimento em adubação e sementes.


Aqui temos uma boa calagem e gessagem. Trabalhamos com fertilizantes em doses bem consideráveis. Esse ano foi muito difícil em relação a qualidade de semente. Então batemos muito em cima de vigor, pois eu acho que isso mostra muito o potencial da nossa lavoura. Por isso a gente está apostando em altas produtividades”, afirma Luana.


Atenta aos detalhes, Luana acompanha de perto o plantio das sementes. Nesta safra, mais de 2 mil hectares devem ser ocupados com soja, mas ainda faltam 350 hectares a serem plantados. O atraso se deve pelas irregularidades das chuvas, mas isso não preocupa a produtora.


Com o passar dos anos, o agricultor antecipou demais o plantio da soja para viabilizar a safrinha. Então, esse retardo não é algo significativo e está forçando o produtor plantar a soja dentro da sua janela ideal. Para nós está indo bem, estamos plantando e não acredito que isso vai impactar significamente na nossa produção”, destaca ela.


Segundo o presidente do Sindicato Rural de São Gabriel, Wilson Matheus Bruza Amarelo, a expectativa de aumento de produtividade na soja é o sentimento geral do município. Apesar da irregularidade das chuvas, já foram cultivados mais de 90% dos 120 mil hectares previstos.


Tivemos aqui um período de seca, mas as chuvas retornaram. Com isso o produtor pode fazer o plantio com tranquilidade, O que buscamos junto aos produtores é levar tecnologia para que eles possam elevar a sua produtividade. No ano passado, colhemos uma média de 67 sacas de soja por hectare. Então, a gente espera elevar essa produtividade em pelo menos 6% ou 10%. Portanto, uma nova safra recorde está sendo prevista aqui para o nosso município”, afirma o presidente do sindicato.


Já a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, se mostrou bastante otimista com a safra de soja do Brasil, que segundo ele deve superar a dos Estados Unidos novamente.


Agora a chuva engrenou e vamos terminar o plantio da soja. O que vai prejudicar, talvez, seja a segunda safra, Se São Pedro ajudar, não tenho dúvida que vamos ter mais soja esse ano. A primeira estimativa que o país consiga colher 250 milhões de toneladas de grãos. Agora a Conab vai rever as estimativas para ver o tamanho que vai ficar essa safra, mas vamos torcer para que fique deste tamanho”, disse ela.

3 visualizações

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS