• Nativa FM

Governo de MS prepara regras para fim do uso de máscara em lugares fechados

Atualizado: 9 de mar.


Mato Grosso do Sul, após queda no número de casos de covid, está elaborando um documento com recomendações a serem encaminhadas ao Comitê do Prosseguir (Programa de Segurança da Economia e da Saúde), entre elas a flexibilização do uso de máscaras, agora em locais fechados.


Segundo o titular da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Geraldo Rezende, as medidas serão discutidas durante reunião e, em seguida, anunciadas para a população nos próximos dias.


Estamos tomando algumas medidas e elaborando um documento para encaminhar ao Comitê do Prosseguir. São recomendações que entendemos que, neste momento, são válidas. Alguns estados, por exemplo, acham precoce a retirada de máscaras, enquanto outros já tomaram decisões. Nós já abolimos em locais abertos e agora discutimos as medidas em locais fechados”, afirmou o secretário.


Conforme Resende, os critérios a serem discutidos são baseados em orientações científicas e com base na queda dos casos de covid em Mato Grosso do Sul. “Vamos discutir os dados, em especial os últimos 7 dias, além do número de hospitalizações. Após estudar tudo isso, vamos tomar a decisão e, certamente, divulgar para a população", finalizou.


Mato Grosso do Sul atingiu mais de 90% da meta vacinável, na última semana de fevereiro deste ano e caminha para tratar a Covid-19 como uma doença endêmica, algo que inclusive já é discutido em outros estados brasileiros e países do exterior. Atualmente, o novo coronavírus é considerado uma pandemia, quando a doença é encontrada em mais de um continente, com transmissão comunitária.


Nós tivemos a meta atingida e estamos discutindo com diversos gestores. Neste momento, temos especialistas apontando que doença deixará de ser pandêmica para endêmica, assim como é a influenza e outras doenças virais. Desta forma, a covid vai estar dentro do calendário de vacinas, como algo regular”, explicou Resende.


Com a queda de 80% na busca por testes de covid-19, a SES e a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), desativaram os drives que realizavam os testes de Covid-19, bem como as barreiras sanitárias, não só em Campo Grande como algumas cidades do Estado.


Segundo o assessor militar da SES, coronel Marcello Fraiha, os drives da Cassems/Corpo de Bombeiros foram desativados no último dia 28 de fevereiro. Ele explica que, das 1,3 mil vagas disponibilizadas diariamente, muito menos da metade estavam sendo preenchidas.


É uma queda extremamente considerável. Em poucas horas 100% das vagas disponibilizadas eram preenchidas, mas, no penúltimo dia de testagem, por exemplo, apenas 21% delas foram preenchidas”, disse Fraiha.


De acordo com a Sesau, houve também no município a percepção da grande abstenção das população nos drives, principalmente porque os testes eram agendados. A Secretaria comentou que, pelo fato dos testes nas unidades de saúde serem de demanda espontânea, eles continuam sendo ofertados em cerca de 50 locais na capital sul-mato-grossense. Em janeiro, houve muita procura por testes devido às festas de final de ano, mas, o número já caiu significativamente.


O Secretário Geraldo Resende também destacou a queda da procura. Neste período do pico, no entanto, ele ressaltou que não faltaram testes e que "a onda de crescimento" da doença é sazonal. "Do final de fevereiro ao início de março tivemos um aumento substancial, de 80%, na procura, Aqui, de janeiro para fevereiro, foram de 42 mil para 78 mil casos de covid-19, um aumento de 82%. O número de óbitos subiu de 170 para mais de 400, um aumento de 122% de janeiro para fevereiro. Agora, esta onda já está diminuindo, fruto da Ômicron que já foi responsável por 100% dos casos e a busca pelas doses de reforço", avaliou.

A SES divulgou, no último dia 1°, um balanço dos drive-thrus de testagens realizadas em Campo Grande, Dourados e Três Lagoas. O serviço de testagem nos drive-thrus foi encerrado na segunda-feira (28) e ofertou 50.634 vagas para população sul-mato-grossense, entre os dias 15 de janeiro a 28 de fevereiro de 2022. Deste total, 44.612 foram agendadas e 6.022 vagas não foram preenchidas.


Conforme levantamento da SES, dos 44.612 testes agendados, 37.223 foram realizados — sendo 12.280 positivos para a Covid-19 —, correspondendo a 32,98% de índice de positividade. Já os outros 6.179 testes não foram realizados porque não houve o comparecimento de pacientes.


O drive-thru com maior volume de atendimento foi o de parceria com a Cassems, com 28.217 testes rápidos de antígeno realizados. Em seguida, fica Dourados também no ponto de parceria com a Cassems, com 11.551 testes realizados. O drive-thru de Três Lagoas em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar e a Secretaria Municipal de Saúde realizou 4.844 testes neste período.


Nesta terça-feira (8), um dia após a prefeitura do Rio de Janeiro se reunir com o comitê científico, foi definida a desobrigatoriedade do uso de máscaras em locais fechados. Com isso, o Rio se tornou a primeira capital do país a tomar a medida. O decreto foi publicado pelo prefeito Eduardo Paes.


Com informações do Midiamax.

2 visualizações0 comentário