Ministério e prefeitura levam campanha para cidades da Bolívia

Atualizado: 28 de Ago de 2019


Cerca de três mil animais foram vacinados contra a raiva em Puerto Suárez e Puerto Quijarro, na Bolívia, durante campanha realizada pelo Ministério da Saúde, com apoio da prefeitura de Corumbá, por intermédio da Secretaria de Saúde e do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).


Ao todo, 12 mil doses foram destinadas às cidades vizinhas a Corumbá pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de evitar novos registros de raiva humana e animal, considerando o alto fluxo diário de pessoas entre os dois países. Em Corumbá, o último registro de raiva humana foi em 2015; na Bolívia, em 2017.


O médico veterinário do Ministério da Saúde, Alexander Vargas, explica que, para que as campanhas do lado brasileiro sejam eficazes, é preciso cuidar da fronteira. “É preciso imunizar os animais na fronteira para que a doença seja impedida de se propagar na região. A doação de insumos é uma das medidas de segurança, além disso não compromete o abastecimento interno do país”.


A veterinária e coordenadora do CCZ, Walkíria Arruda, disse que o planejamento começou há muito tempo. "Retomamos as vacinações na Bolívia no ano passado, em maio deste ano nos reunimos a nível federal, estadual e municipal para traçar as estratégias. Somente no final de semana vacinamos quase 3 mil animais, durante a semana seguimos com a campanha de vacinação em Corumbá, e a equipe da Bolívia irá vacinar os animais da zona rural e do entorno”.


A Secretaria de Saúde de Corumbá disponibilizou uma equipe de 20 agentes de endemias e dois veterinários para imunizar os animais casa a casa, além dos profissionais que prestaram o apoio logístico. Para o secretário de Saúde de Corumbá, Rogério Leite, é fundamental este apoio. “Nós disponibilizamos os profissionais para capacitar e vacinar, é muito importante essa ação conjunta para prevenir novos casos”, comentou.


A campanha de vacinação contra a raiva é uma ação oriunda de acordo interinstitucional internacional entre os Ministérios da Saúde dos dois países. A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) acompanhou os trabalhos.

3 visualizações

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS