• Nativa FM

São Gabriel do Oeste completa um ano de vacinação contra covid entre os destaques em eficiência


O trabalho intenso da secretaria de Saúde de São Gabriel do Oeste, fez com que o município chegasse na data que marca um ano da primeira pessoa vacinada contra a covid-19, entre os municípios de destaque na eficiência em vacinação. As autoridades destacam que devido a vacinação, os casos graves da doença


diminuíram no município.


A médica especialista em cirurgia-geral, Dra. Eva Wilma Abdo dos Santos Guimarães, de 55 anos, foi a escolhida para representar os profissionais de saúde da cidade e recebeu a primeira dose de esperança, na tarde do dia 19 de janeiro de 2021, uma terça-feira.


Um ano após esta data histórica, o percentual de imunizados, ou seja, com as duas doses, entre a população adulta é de 102,81%, e 81,24% já receberam a dose de reforço. Já entre os adolescentes (12 a 17 anos), 87,53% já estão imunizados.


No começo, devido a dependência dos insumos farmacêuticos, o processo de vacinação era mais lento, estávamos dando os primeiros passos para proteger a nossa população contra a Covid-19”, relembrou a secretária de Saúde do município, Francine Gnoatto Basso, ao comentar sobre as filas de espera e a quantidade de doses disponibilizadas nos primeiros meses de vacinação. As pessoas dos grupos de risco, como profissionais de saúde e idosos, foram os primeiros a receber as doses. Posteriormente, a vacinação seguiu por faixa etária.


Recentemente mais uma etapa da imunização foi iniciada, agora para as crianças. De acordo com dados enviados pela coordenadora de imunização do município, Thaís Marroco, São Gabriel do Oeste já vacinou quase 5% do público infantil. Cerca de 3 mil crianças devem receber o imunizante da Pfizer no município.


Vacinar é um ato de amor. Estamos vacinando agora os nossos pequenos, peço conscientização de todos os pais, pense com carinho nos filhos. Já que você ama seu filho, isso é uma prova de amor, literalmente para você o proteger do que está por vir”, destacou Thais.


A coordenadora aproveitou para agradecer todos os profissionais da saúde que se prontificaram em ajudar nas campanhas, que aconteceram inclusive aos finais de semana e durante a noite. “Aquelas pessoas que não se vacinaram eu peço para que tenha um peso na consciência, de tudo que vem acontecendo, como tivemos diminuição dos casos”, disse a coordenadora.


Enquanto a vacinação ainda estava na fase inicial, o Hospital Municipal chegou a ficar por vários dias com pacientes entubados a espera de vagas em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs), tendo inclusive moradores sendo transferidos para outros estados. Nesta quarta-feira (19), conforme informações apuradas junto a Fundação de Saúde Pública (Funsaúde), a unidade possui quatro pacientes internados com síndrome respiratória, um positivo e dois suspeitos para covid-19, além de um por Influensa H3N2.


Thais revela que está contaminada e cumpre isolamento, porém, os sintomas são leves, e segundo a coordenadora, graças a vacina. “Estou conseguindo tratar dentro de casa, não precisa estar num ambiente hospitalizado”, destacou.


Foi um ano de muita emoção, muito cansaço, muitas lutas, muitas reclamações, muitos elogios. Foi um turbilhão de coisas, que eu não sei nem como descrever ao certo, somente gratidão a ciência, a toda equipe que não mede esforços para a gente ter a maior celeridade possível”, disse Thais, reforçando que o número de casos da doença tem aumentado nos últimos dias, porém, pacientes não vacinados estão tendo sintomas mais graves.


Até a última segunda-feira (17), São Gabriel do Oeste contabilizava 4.479 casos confirmados da covid-19.


Conforme dados apurados junto a coordenadora de Vigilância em Saúde de São Gabriel do Oeste, Ilaine Marocco, o município possui 51 casos ativos, destes, dois pacientes estão hospitalizados em Campo Grande, sendo um vacinado e outro não. Um paciente está hospitalizado no Hospital Municipal.


O último óbito por covid registrado em São Gabriel do Oeste foi no dia 13 de outubro de 2021, idosa de 81 anos, com duas doses da vacina.


Com informações do portal Idest.

2 visualizações0 comentário