Segunda turma de Famílias Acolhedoras se forma em São Gabriel do Oeste


Conforme as informações, durante este primeiro ano de programa houve o acolhimento da menor criança com três meses de idade e adolescentes, onde o maior tinha 15 anos. A Secretaria de Assistência Social além de trabalhar com as famílias acolhedoras também trabalha com as famílias de origem para o retorno delas.


Podemos dizer que realmente o acolhimento dá uma visão familiar para as nossas crianças e adolescentes e as famílias acolhedoras também ganham [...], pois fazem a diferença na vida delas”, enfatiza a Secretária Rosane Moccelin.


Representando a Câmara Municipal, o vereador Fernando Rocha recordou os debates realizados pela Câmara Municipal sobre o programa Família Acolhedora que antecederam a votação e criação da lei.


Eu tenho um carinho muito grande por este programa porque participei desde o início das discussões relativas à criação desta legislação municipal. Inicialmente, eu e alguns profissionais da Secretaria de Assistência Social fomos até o município de Camapuã para conhecer o funcionamento deste programa da Família Acolhedora, onde funciona há mais de 10 anos. Conversamos com o juiz de Camapuã responsável pelo trâmite processual relativo a Família Acolhedora e depois propus uma audiência pública na Câmara Municipal para tratarmos deste assunto. Lembro que o Plenário estava lotado e as pessoas puderam ter a oportunidade de fazer perguntas aos juiz a respeito da Família Acolhedora”, relembra o vereador Fernando Rocha.


A Lei n° 1114/2018 que instituiu o Programa Municipal de acolhimento provisório de crianças e adolescentes, denominado “Programa Família Acolhedora” foi aprovado por unanimidade dos vereadores durante a sessão ordinária realizada no dia 17 de abril de 2018.


A ideia da criação do programa de acolhimento é que a criança seja acolhida em um ambiente familiar específico com casa, quarto, brinquedo e cama para ela. [...] É uma missão que essas famílias terão [...] e eu confio plenamente no trabalho que vem sendo realizado pela Secretaria de Assistência Social nas técnicas e técnicos. Estamos na Câmara à disposição de vocês e muito felizes em ver mais famílias sendo credenciadas para esta missão”, finaliza a vereador Fernando Rocha.


Ao final dos pronunciamentos, as famílias acolhedoras foram convidadas para a entrega dos certificados e registros do momento.

3 visualizações

© 2016 desenvolvido por Indoorbrasil.

Avenida Getúlio Vargas, 757 - Centro,São Gabriel do Oeste / MS